Tag

fantasmas

Browsing

Sua Arquitetura Assusta e Seu Passado Assombra, Conheça Esse Lugar Assutador.

A Penitenciária Estadual da Filadélfia é famosa pelas celas individuais que abrigaram alguns dos maiores criminosos dos EUA do século XIX. Com arquitetura ao melhor estilo castelo (calabouço), foi construída em 1829 e destinada a um regime altamente rígido. Na Prisão Estadual da Filadélfia, os presos eram submetidos à extremo isolamento, sendo permitido a eles se exercitar, caminhar e até se alimentar somente separados uns dos outros. O sistema era tão peculiar que durante os deslocamentos, os presos utilizavam um capuz cobrindo o rosto para que não houvesse nenhum tipo de interação visual entre os detentos. Além disso, alguns castigos físicos são atribuídos à rotina da prisão.

No século XX, devido à superlotação, o sistema de isolamento foi sendo abandonado e a prisão acabou sendo desativada nos anos 70 do século passado. No entanto, segundo os relatos, os detentos que terminaram suas vidas lá, permanecem nos corredores e celas da prisão Estadual da Filadélfia. Seus fantasmas, vultos, sombras e más vibrações são parte da atração que virou o prédio. Agora muito utilizado para visitas como museu e também festas de halloween.


Fonte C.N.Traveler.

Foto: Alamy

O Lar eterno da Eva Perón, na Argentina, é Guardado pelo Fantasma de um Zelador?

O cemitério La Recoleta na Argentina, é um dos pontos turísticos da capital Buenos Aires. Sua arquitetura secular abriga os passos calmos sobre os caminhos de pedra. Entre as lápides rebuscadas e mausoléus luxuosos, os visitantes caminham para homenagear seus mortos. Os turistas e curiosos, visitam o cemitério La Recoleta em busca do túmulo da uma figura simbólica na Argentina: a belíssima Eva Perón, que foi interpretada por Madonna no filme Evita.

Como todo cemitério, La Recoleta tem suas lendas, a mais conhecida delas é sobre um zelador que trabalhou por mais de 30 anos no cemitério. O misterioso suicído do zelador deu início a uma lenda que perdura até hoje. Conta-se que sua alma, após o suicídio ficou presa ao cemitério,. De modo que ele ainda cumpra sua missão como zelador, enquanto pessoas relatam ouvir o barulho de chaves ao amanhecer. Seria o espírito do Zelador andando pelos caminhos de pedra?

Fonte C.N.Traveler.

Foto: Gettyimage

O Fenômeno Poltergeist Real, que Aterrorizou a Alemanha do Fim dos Anos 60.

Nos fim dos anos 60, na cidade de Rosemheim, no Sul da Baviera (Alemanha), estranhos acontecimentos intrigaram os funcionários do escritório de Sigmund Adams, um próspero advogado.

Os relatos davam conta de fenômenos como: chiados durante as ligações e um aumento repentino e inexplicável na quantidade de ligações realizadas. A realização dos telefonemas fora negada pelos funcionários. Eles ainda atribuíram os chamados ao mesmo fenômeno que disparava máquinas copiadoras, balançava os lustres e estourava as lâmpadas.

Assustado com os acontecimentos, Sigmund Adams chama o parapsicólogo Hans Bender para investigar o fenômeno. Bender estuda em detalhes a história das luminárias, da máquina copiadora, das anomalias elétricas registradas pela Companhia Estatal e também do arquivo de mais de 100kg que se movia sozinho dentro do escritório.

O investigador, acaba por concluir que os acontecimentos eram fruto de um fenômeno Poltergeist, e estariam relacionados à funcionária Annemarie Schalbert. Segundo Bender, a infelicidade da moça teria gerado um fenômeno chamado psicocinese, que dá origem às movimentações de objetos, quebras de lustres, explosões de lâmpadas etc. O famoso Poltergeist!

Annemarie Schaberl foi demitida do escritório. Os fenômenos Poltergeist ainda a perseguiram por algum tempo.

Quando Annemarie foi demitida, os fenômenos no escritório findaram, segundo os relatos. Inclusive as anomalias na rede elétrica, os quadros que giravam nas paredes e as ligações inexplicáveis. Porém, durante algum tempo, Annemarie teria sido perseguida pelo fenômeno Poltergeist.

E Se For Verdade?

O Incêndio do Edifício Joelma em 1974, foi uma das maiores tragédias do Brasil. No acidente 245 pessoas ficaram feridas e mais de 180 perderam a vida.

O Edifício Joelma era um dos mais modernos prédios de São Paulo em sua inauguração. Porém, um curto-circuito no sistema de ar-condicionado, provocou o incêndio que faria vítimas e personagens da Maldição do Edifício Joelma.

O cenário de horror que se desenhou com o incêndio assusta as pessoas até hoje. Além das pessoas que morreram asfixiadas, há também as que morreram carbonizadas. Inclusive 13 vítimas que morreram carbonizadas no fosso do elevador e nunca foram identificadas.

O cenário aterrorizante ficou mais dramático quando o desespero das pessoas presas no prédio atingiu seu auge.

Enquanto as equipes de TV faziam a cobertura do incêndio, as pessoas se jogavam dos andares mais altos pra fugir do fogo. Uma fuga do calor e da fumaça num salto desesperado para a morte.

Em 1898, durante a construção da Ferrovia Quênia-Uganda, houve problemas na construção da ponte sobre o rio Tsavo, no Quênia. O misterioso desaparecimento dos trabalhadores, além do prejuízo financeiro pelo atraso, desafiava a viabilidade da obra.

Durante 9 meses da construção da ponte, John Henry Patterson — engenheiro responsável pela obra — teve que conviver com dois leões. Os felinos matavam e devoravam os trabalhadores.

Embora o acampamento fosse, a cada dia, mais protegido por cercas e barreiras, nada impedia a entrada dos leões que ficaram cada vez mais sanguinários e assustadores. A situação fugiu do controle quando os leões fizeram com que os trabalhadores fugissem do rio. Interrompendo a obra.

Patterson, por sua vez, estava decidido a interromper a carnificina e armou emboscadas até conseguir atirar em um dos leões. Este mesmo felino voltou durante a noite e foi alvejado mais uma vez pelo engenheiro até que foi encontrado morto no dia seguinte.

O segundo leão passou a vitimar as pessoas sozinhos até ser atingido por Patterson que passou a perseguir o felino até conseguir abatê-lo. Contabilizando 11 tiros no total para matar definitivamente o segundo leão. Segundo Patterson, os Devoradores de Homens teriam feito em torno de 135 vítimas.

Patterson ao Lado de um dos Leões Mortos no Rio Tsavo (A Sombra e a Escuridão)

Os seres humanos não faziam parte da dieta dos felinos. Por isso, os Locais, atribuíram um caráter sobrenatural ao comportamento dos leões de quase 3 metros de comprimento. Além de matarem e devorarem suas vítimas, os leões, metodicamente, deixavam a cabeça das vítimas intactas.

A história ficou tão famosa que em 1996 virou filme: A Sombra e a Escuridão, com Michael Douglas e Val Kilmer.O Filme foi baseado no Livro escrito por John Henry Patterson: The Man-Eaters of Tsavo.

A Lenda Urbana dos Cães Fantasmas que Assombram Europeus desde o Século XIX.

Essa lenda urbana teve seus primeiros relatos no século XIX, sendo a maior parte deles na Inglaterra. Segundo a lenda, um cão enorme com pêlos bem negro e espessos, com olhos vermelhos e brilhantes como brasas ardentes, seria um fantasma que aparecia de desaparecia em meio às névoas das madrugadas sombrias de Londres.

Esses Phantom Black Dogs seriam seres sobrenaturais que viriam de outro mundo em busca de alimentos, ou seja, pessoas. Porém, alguns relatos dão notícia de que algumas pessoas tiveram contato com a aparição, ainda que breve, mas não teriam sido devoradas pela criatura.

Ao que alguns dizem ter a ver com o fato de serem crianças. Há, inclusive, o relato de um homem que, em 1934, quando criança, teria visto um desses cães sobrenaturais com um homem preso a suas costas, espetado em seus grossos pêlos, já morto. Segundo ele relata, ficou tão chocado com o encontro com aquele cão monstruoso que surgiu de repente em sua frente em meio à névoa, que ele saiu em desabalada correria para chegar á sua casa que estava próxima.

Seu pavor era tão grande que nunca contou essa história a ninguém. Até seu sobrinho contar-lhe sobre uma visão que teve na floresta. Exatemente no mesmo local, 35 anos antes, o homem teria encontrado com o PBD (abreviação de Phantom Black Dog). A riqueza com que seu sobrinho teria detalhado a aparição sobrenatural fez o homem confessar que também tinha visto a criatura, exatamente da mesma forma e no mesmo local.

Os relatos de aparições variam. Ás vezes os cães negros são solitários, às vezes acompanhados de um homem que os segura por uma corrente etc. Porém, a característica comum é a forma com que os cães se materializam, ora magros como fumaça, ora monstruosos e fortes com olhos em chamas e dentes gigantes e brilhosos. O que não muda é sua sede de sangue subrenatural.

E Se For Verdade?

Fonte: Mysterious Universe

[et_pb_section admin_label=”section”][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

A Invocação de Espíritos é uma prática que remonta a tempos antigos. O Matemático Pitágoras desenvolveu o que seria a base dos mecanismos mais modernos para a comunicação com os mortos. Ele desenvolveu uma espécie de mesa girante com diversos símbolos místicos da época em que viveu. Seu equipamento serviu de base em forma e conceito para os mecanismos mais modernos e populares de Invocação de Espíritos.

Durante o século XIX, surge o movimento espírita. Com ele, relatos de fenômenos mediúnicos, mesas girantes girantes, objetos que se materializavam etc. A Invocação de Espíritos se tornou uma febre e as pessoas queriam a chance de se comunicarem com os mortos.

A Invocação de Espíritos passou a ser algo popular e se difundiu tanto nas classes altas quanto nas classes mais baixas. Essa popularização fez com que de distanciasse o conceito espírita da reunião mediúnica com o conceito puro e simples de Invocação de Espíritos. Desta maneira foram sendo desenvolvidos diversos mecanismos para a comunicação com o Além para aqueles que não iriam às sessões espíritas. Conheça alguns métodos.

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

Invocação de espíritos: Planchette

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_image admin_label=”Imagem” src=”https://eseforverdade.com.br/wp-content/uploads/2016/08/sobrenatural-invocação-de-espiritos-planchette.jpg” alt=”Invocação de espíritos pelo Planchette” title_text=”Invocação de espíritos pelo Planchette” show_in_lightbox=”off” url_new_window=”off” use_overlay=”off” animation=”off” sticky=”off” align=”center” max_width=”450px” force_fullwidth=”off” always_center_on_mobile=”on” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”] [/et_pb_image][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

A Planchette foi introduzida no mercado por volta dos anos de 1860. Era um mecanismo de psicografia. Também fez grande sucesso como jogo de Invocação de Espíritos, porém com breve reinado. Consiste em uma tábua com rodas e um espaço para colocar um lápis ou caneta, sobre uma folha de papel. Uma ou mais pessoas posicionam os dedos levemente sobre a pequena plataforma enquanto realizam questionamentos ou esperando a manifestação do espírito presente.

A comunicação através da Planchette permite que o espírito se manifeste de forma mais livre pois não depende de uma pergunta. Algo que se aproxima muito da psicografia dos centros espíritas. Os praticantes da Invocação de Espíritos por este mecanismo costumavam vendar os olhos como parte do ritual, para evitar interferências externas e manter a concentração. A Planchette deixou de ser popular devido à dificuldade de se entender o que estava escrito. Já que o lápis nunca deixava de tocar o papel.

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

Invocação de espíritos: um dos mecanismos mais famosos é a Tábua ouija.

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_image admin_label=”Imagem” src=”https://eseforverdade.com.br/wp-content/uploads/2016/08/sobrenatural-invocação-de-espiritos-tabua-ouija.jpg” alt=”Invocação de espíritos pela tábua Ouija.” title_text=”Invocação de espíritos pela tábua Ouija.” show_in_lightbox=”off” url_new_window=”off” use_overlay=”off” animation=”off” sticky=”off” align=”center” force_fullwidth=”off” always_center_on_mobile=”on” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”] [/et_pb_image][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

A Tábua Ouija é um mecanismo muito próximo da mesa desenvolvida por Pitágoras. A origem do nome Ouija é a soma da palavra “Sim” em Francês e Alemão. Consiste em uma tábua com letras, números e palavras de ordem como: Sim, Não e Adeus. A Invocação de Espíritos e a comunicação com os mortos através desse mecanismo segue um ritual de introdução para chamar os espíritos e posterior questionamento.

Uma ou mais pessoas devem pousar levemente os dedos indicadores sobre uma seta em cima da mesa. Desta maneira conseguem canalizar a energia e deixar que o espírito presente conduza a seta até as letras ou palavras que ele desejar. Quando posicionados, os participantes devem perguntar se existe algum espírito, se ele deseja se comunicar, etc. Estabelecida a conexão, a comunicação se inicia com perguntas de Sim ou Não e avança para perguntas de formação de palavras. No entanto, quem está no comando é o espírito, que pode encerrar a conexão abruptamente ao indicar a seta para a palavra “Adeus”. Ainda com relação ao comando da conexão, a comunicação somente se encerra com o consentimento do espírito.

Ouija é um mecanismo muito popular que recebeu algumas variações como a famosa brincadeira do copo. No caso do copo, algo mais precário e desenhado na hora. Porém a Tábua Ouija original é algo mais elaborado. Inclusive, muito difundida no início do século XX. Era vendida para a população como um Jogo de Invocação de Espíritos. As famílias adquiriam a tábua acreditando na promessa de conversar com os mortos. O Público-alvo era, principalmente, aqueles que perderam parentes na Primeira Guerra Mundial.

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

Invocação de espíritos: o Pytho foi apresentado na Inglaterra nos anos 1890

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_image admin_label=”Imagem” src=”https://eseforverdade.com.br/wp-content/uploads/2016/08/sobrenatural-invocação-de-espiritos-pytho.jpg” alt=”Invocação de espíritos pelo Pytho” title_text=”Invocação de espíritos pelo Pytho” show_in_lightbox=”off” url_new_window=”off” use_overlay=”off” animation=”off” sticky=”off” align=”center” max_width=”450px” force_fullwidth=”off” always_center_on_mobile=”on” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”] [/et_pb_image][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

Nos anos 1890, surge um aparelho chamado Pytho que é uma nova promessa de Invocação de Espíritos. Esse mecanismo foi apresentado ao público através de jornais que falavam sobre o espiritismo. É um equipamento simples que consiste em uma manivela presa a um eixo central sobre um tabuleiro com números e letras para a formação de palavras.

No caso da comunicação com o Python, duas pessoas seguram a manivela, cada um de um lado. Esta manivela está ligada a um ponteiro que vai indicar letras e números. Este mecanismo é semelhante à Tábua Ouija, com alguns elementos a menos e a presença de metais. Uma novidade na época, já que ainda não se sabia muito a respeito da energia dos espíritos que se manifestam em materiais condutores de eletricidade.

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

[et_pb_section admin_label=”section”][et_pb_row admin_label=”Linha”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

No século XV um famoso Mestre relojoeiro criou um relógio astronômico, O Mundialmente Famoso: Orloj o Relógio Astronômico de Praga. Uma obra de arte que representava a Posição do Sol, Lua e Terra no céu, respeitando fielmente a proporção de seus movimento no sistema solar.

Além disso, há, a cada badalada de hora, a figura dos 12 apóstolos de Cristo realizando sua caminhada, fato que pode ser observado por 2 janelas acima do relógio. Existem outras esculturas na parte de fora que representam diferentes figuras. Aspectos e crenças do povo daquela região, no período de construção do Relógio de Praga. Existe também, a escultura mais intrigante de todas, uma Caveira. Ela entra em ação a cada hora do dia, já que é a responsável por tocar o sino. A cada badalada da hora a caveira puxa uma corda para a anunciar a nova que chega.

Tamanha precisão e beleza desta obra de arte despertou, em sua época, grande interesse de diversas nações que desejaram ter uma destas obras em suas capitais.

O Relógio de Praga ganhou fama porém nunca foi construído em outros lugares. Surgiu então a lenda que seu construtor teria sido vítima dos Conselheiros da região onde hoje é a República Checa. Eles o teriam cegado para que não conseguisse reproduzir esta obra de arte em outros lugares e os segredos do relógio permanecessem exclusivos da praça antiga de Praga.

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”Linha”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

O RELÓGIO DE PRAGA FOI UMA OBRA DE ARTE COBIÇADA. SEU CRIADOR, VÍTIMA DA PRÓPRIA GENIALIDADE.

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”1_2″][et_pb_image admin_label=”Imagem” src=”https://eseforverdade.com.br/wp-content/uploads/2017/10/relogio-de-praga-detalhe-caveira-que-toca-o-sino.jpg” alt=”Relógio de Praga, Detalhe da Estátua de Caveira, a Estátua que Toca o Sino.” title_text=”Relógio de Praga, Detalhe da Estátua de Caveira, a Estátua que Toca o Sino.” show_in_lightbox=”off” url_new_window=”off” use_overlay=”off” animation=”off” sticky=”off” align=”center” force_fullwidth=”off” always_center_on_mobile=”on” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

 

[/et_pb_image][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” text_font=”||on||” text_font_size=”11″]

Relógio de Praga, Detalhe da Estátua de Caveira, a Estátua que Toca o Sino.

[/et_pb_text][/et_pb_column][et_pb_column type=”1_2″][et_pb_image admin_label=”Imagem” alt=”Relógio de Praga, Detalhe das Estátuas de Anjos” title_text=”Relógio de Praga, Detalhe das Estátuas de Anjos” show_in_lightbox=”off” url_new_window=”off” use_overlay=”off” animation=”off” sticky=”off” align=”center” force_fullwidth=”off” always_center_on_mobile=”on” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” src=”https://eseforverdade.com.br/wp-content/uploads/2017/10/relogio-de-praga-detalhe-anjos.jpg”]

 

[/et_pb_image][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” text_font=”||on||” text_font_size=”11″]

Relógio de Praga, Detalhe das Estátuas de Anjos.

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”1_2″][et_pb_image admin_label=”Imagem” alt=”Relógio de Praga, Detalhe das Janelas onde se vê a caminhada dos Apóstolos” title_text=”Relógio de Praga, Detalhe das Janelas onde se vê a caminhada dos Apóstolos” show_in_lightbox=”off” url_new_window=”off” use_overlay=”off” animation=”off” sticky=”off” align=”center” force_fullwidth=”off” always_center_on_mobile=”on” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” src=”https://eseforverdade.com.br/wp-content/uploads/2017/10/relogio-de-praga-detalhe-duas-janelas.jpg”]

 

[/et_pb_image][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” text_font=”||on||” text_font_size=”11″]

Relógio de Praga, Detalhe das Janelas onde se vê a caminhada dos Apóstolos.

[/et_pb_text][/et_pb_column][et_pb_column type=”1_2″][et_pb_image admin_label=”Imagem” alt=”Relógio de Praga, Detalhe das Estátuas” title_text=”Relógio de Praga, Detalhe das Estátuas” show_in_lightbox=”off” url_new_window=”off” use_overlay=”off” animation=”off” sticky=”off” align=”center” force_fullwidth=”off” always_center_on_mobile=”on” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” src=”https://eseforverdade.com.br/wp-content/uploads/2017/10/relogio-de-praga-detalhe-estatuas.jpg”]

 

[/et_pb_image][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” text_font=”||on||” text_font_size=”11″]

Relógio de Praga, Detalhe das Estátuas.

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”Linha”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

Porém o constutor do Relógio de Praga, O Mestre Relojoeiro Hanuš teria sido levado por um de seus ajudantes até a engrenagem do relógio. Ele teria Parado a máquina do relógio se jogando em suas engrenagens impossibilitando seu funcionamento.

Antes de se matar nas engrenagens do Relógio de Praga, Hanuš teria lançado uma maldição: Aquele relógio jamais poderia ser consertado e, a cada avaria que sofresse, a Cidade de Praga sofreria como as peças danificadas daquele relógio.

Durante mais de 100 anos o Relógio de Praga permaneceu inutilizado até ser restaurado pela primeira vez. Ele foi modernizado e houve mudança na medição do tempo. Porém, nunca mais seria o mesmo.

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Localizada em Long Island, na Ocean Avenue, a famosa Casa de Amityville foi palco de crimes hediondos em 1974. Quando Ronald DeFeo Jr, assassinou sua família inteira dentro da grande casa. Após os crimes e prisão de Ronald Defeo Jr, a casa em Amityville foi vendida para George e Kathy Lutz. A Família foi morar em Amityville com seus três filhos, época em que começa a história sobrenatural desta casa assombrada.

 

Ronald DeFeo Jr. O Assassino que desencadeou a História Sobrenatural de Amityville
Ronald DeFeo Jr. O Assassino que desencadeou a História Sobrenatural de Amityville

 

Estranhos acontecimentos começaram algumas semanas depois que a família Lutz se muda para a nova propriedade. OLutz tiveram que lidar com entidades demoníacas sobrenaturais. As forças sobrenaturais rasgavam portas de madeira, abriam ou quebravam fechaduras, soltavam dobradiças, batiam as portas, quebravam armários, além de infestarem a casa, por algumas vezes, com insetos perigosos lembrando, em forma, as pragas da bíblia. 

Os acontecimentos sobrenaturais eram tão assustadores que, aproximadamente 1 ano depois de se mudarem, os Lutz resolveram deixar a casa de Amityville. A família Lutz convencida dos demônios moradores da casa, fornecia gravações de áudio escritor Jay Anson, que descrevia experiências paranormais na casa, incluindo sombras estranhas, substâncias desconhecidas eu saíam das torneiras e chuveiro e atividade sobrenatural no porão. Após análises criteriosas das imagens e dos áudios, alguns especialistas afirmaram que a casa estava sendo tomada por entidades antigas pois teria sido construída sobre um cemitério indígena.

Após um período infernal naquela casa, a família Lutz resolver contar sua história no livro que se tornou best seller em 1977 e virou filme, chamado “The Amityville Horror: A True Story”. Dois anos depois da Publicação do livro, os atores James Brolin e Margot Kidder estrelaram como George e Kathy Lutz no filme de terror original baseado no livro.

 

Fachada da Imensa Casa Assombrada na Ocean Avenue em Amityville
Fachada da Imensa Casa Assombrada na Ocean Avenue em Amityville

 

Foto do casal warren que ocorre a aparição de uma criança. Supostamente Assassinada em Amityville.
Foto tirada pelos Warren. Repare na a aparição de uma criança. Supostamente Assassinada em Amityville.

Mais um acontecimento estranho se deu quando o casal que investigava atividades paranormais Ed e Lorraine Warren, investigou a casa em 1976. Eles surgiram com uma imagem do que parece ser uma criança, que poderia muito bem ser um dos filhos falecidos da família DeFeo. A fotografia apareceu pela primeira vez na coleção de George Lutz e é considerada a prova primeira do sobrenatural caso da Casa Assombrada de Amityville

 

Veja mais Sobre o Filme Horror em Amityville

 

 

Um explorador acostumado a lugares misteriosos teve uma surpresa ao visitar uma mina abandonada em Wiluna, na Austrália. Ao adentrar a mina logo percebeu que havia algo de estranho e sobrenatural no lugar.

Não havia os bichos que geralmente se encontram no início das explorações em minas como: cobras, lagartos, morcegos etc. Munido de lanterna e uma câmera na mão, Frank adentrou ainda mais naquela mina que parecia diferente das outras.

A certa altura ele escuta ruídos estranhos como gritos e chamamentos aterrorizantes. No vídeo abaixo é possível escutar alguns destes sons demoníacos gravados por Frank dentro da mina abandonada. Ao escutar pela primeira vez, Frank se assusta e acaba se perguntando se seriam sons vindos do vento encanado dentro da mina.

Ao caminhar mais um pouco ele escuta novamente essas vozes demoníacos e registra tudo em vídeo. Ele se vira para o caminho de volta, para sair rapidamente da mina abandonada. Ao se deparar com este sobrenatural, Frank relatou que pelo estado que percebera das paredes, a mina deve ter sido abandonada por conta de um desmoronamento. Embora ele não tenha chegado ao fundo da mina, percebeu pelas ferramentas que encontrou na trilha, que as pessoas saíram às pressas há muito tempo atrás.

Muitas pessoas que conhecem a história da mina afirmam que são os gritos dos mineiros que foram soterrados no desmoronamento e até hoje habitam a mina, trabalhando como se estivessem vivos e expulsando os intrusos.

 

 

Secured By miniOrange