Artigos sobre:

Lendas Urbanas

Lendas Urbanas – Coca-Cola e sua Marca do Diabo

Lendas Urbanas – Coca-Cola e sua Marca do Diabo

A Lenda Urbana da Coca-Cola diz que John Stith Pemberton, o criador da fórmula da Coca-Cola, teria feito um pacto com o diabo para que seu produto fosse um sucesso. O farmacêutico, a quem também se atribui rituais ocultista para criar fórmulas em seu laboratório, teria recebido uma mensagem que este produto seria um sucesso de vendas. Mas haveria um preço a ser pago.

A Lenda Urbana da Coca-Cola conta que uma substancia deveria ser acrescentada à fórmula para que a Coca-Cola se tornasse altamente viciante. Além disso seu aspecto não deveria se parecer em nada com as outras bebidas. Ela deveria ser totalmente o oposto e que a cor preta deveria ser o símbolo de sua obscuridade. Além disso, outras pistas deveriam ser deixadas para que as pessoas soubessem exatamente quem estava no comando da mente viciada delas.

Segundo se conta, o acordo não teria só estas exigências pois o Diabo atrairia as almas sofredoras para seus calabouços. Estas almas sofredoras seriam as pessoas que sofreriam em suas vidas pelos efeitos nocivos do açúcar e de outras substancias contidas no líquido negro.

Quando o produto chegou ao mercado foi um sucesso instantâneo e rapidamente dominou o mercado de refrigerantes de outros continentes.

Um fato curioso é que nos anos 80, devido ao grande sucesso de marketing da Pepsi, a Coca-Cola, já há muito sem seu fundador, resolveu inovar e modificar sua fórmula. Quando lançou a nova coca no Mercado a reação dos consumidores foi a pior possível. Mesmo após diversos testes de sabor com consumidores e aprovação, o lançamento da nova fórmula foi um fracasso de vendas e se tornou um dos maiores prejuízos de marketing já registrados.

coca-cola a marca do diabo

À Esquerda um anúnico da época. À direita a embalagem da nova fórmula e a embalagem da Coca-Cola Classic.

A Coca-Cola se viu obrigada a relançar sua marca acrescentando a palavra “Classic” às novas embalagens. para que o consumidor, furioso e incrédulo, entendesse que a velha fórmula tinha voltado. Embora a presidência da Coca-Cola, à época, tivesse afirmado que não havia muita diferença entre os sabores e as fórmulas.

coca-cola a marca do diabo

Repare que se juntar dois logotipos, espelhá-los e juntar, terá uma imagem de um demônio. É nesta figura que se baseia esta lenda urbana, para afirmar que a Coca-Cola é um produto de sucesso devido ao pacto de seu criado com o Diabo. E Se For Verdade?

A Lenda da Mulher da Estrada

A Lenda da Mulher da Estrada

Esta é a lenda da mulher da estrada que teria se acidentado na rodovia porém não compreendeu que estava morta. A mulher da estrada estava com uma turma de amigos voltando de uma festa por uma estrada dos Estados Unidos. Algumas fontes dizem que a estrada é a famosa “Shades of Death Road” em Hanover Township, PA.

A Lenda da Mulher da Estrada alerta que você NÃO deve dar carona.

Dizem que essa estrada permanece escura em alguns trechos mesmo a sol pleno e sem n nuvens. O trecho onde teria acontecido o acidente é um declive em curva que está cercado de árvores. por isso sempre está úmido e escuro.

O motorista teria perdido o controle do carro, capotando e batendo em uma árvore. A única vítima teria sido a mulher que assombra a estrada à espera de uma carona. Segundo se conta, os outros 3 amigos teriam sido socorridos e levados ao hospital enquanto a mulher da estrada, visivelmente morta, teria sido deixada no local para ser encontrada pela polícia, logo que foi avisada co acidente.

A garota teria sido arremessada para fora do carro e quebrado o pescoço morrendo instantaneamente. Seus amigos sobreviveram e constantemente visitavam o túmulo da garota. Porém nunca se sentiam confortáveis quando levavam flores ou  rezavam para a alma dela pois sentiam que ela não estava lá.

lenda da mulher da estrada também conta que a garota não compreendeu que morreu e fica exatamente no trecho da estrada em que se acidentou. Ela fica à espera de viajantes solitários que possam dar carona para que ela volte pra casa. As testemunhas que já tiveram a visão da mulher da estrada pedindo carona nunca parar mas dizem que a visão é assustadora.

Existem diversos relatos não comprovados, de acidentes na mesma rodovia da Lenda da Mulher da Estrada.

Existe o relato de grupos de amigos que viajam juntos tiveram acidentes na mesma estrada e pesadelos com a lenda da mulher da estrada, depois de passarem por aquele trecho maldito da estrada. Sensitivos disseram que a garota tenta se vingar do abandono dos amigos provocando mal-estar nos grupos que passam pela estrada, porém quando vê um viajante sozinho ela pede carona, na tentativa de sair dali, pois está presa à lembrança do acidente e au trauma. E Se For Verdade?

Lendas Urbanas – O Hamburger do Seu BigMac

Lendas Urbanas – O Hamburger do Seu BigMac

Nos anos 90 surgiu um e-mail que viralizou e se tornou uma lenda urbana do Big Mac. Ele falava sobre a suposta maneira como eram criados os animais que geravam a carne para os hambúrgueres do McDonalds. Veja a reprodução de parte do email a seguir. A tradução é retirada da internet.

Se acreditam que o que comem no McDonalds é “carne de soja” ou carne de cavalo, depois de lerem o que se segue desejariam ter comido a nutritiva “carne de soja” e a nada tóxica carne de cavalo. Segundo fontes autorizadas da Universidade Estadual de Michigan, averiguou-se recentemente, que a carne utilizada pela McDonalds nos seus hamburgers, provem de autenticos vultos sem patas e sem cornos, que sao alimentados por meio de tubos ligados ao estomago e que de facto nao tem ossos , mas sim um pouco de cartilagens que nunca chegam a desenvolver-se. Quem os viu, assegura que sao coisas muito desagradaveis, pois alem de permanecerem imoveis toda a sua “vida”, nao tem olhos, nem cauda e praticamente nao tem pelo; de facto a sua cabeca e do tamanho de uma bola de tenis e a unica coisa que sobressai e o que lhes sai da “boca”. A manipulacao genetica da qual sao resultado, converte-os em verdadeiras coisas inanimadas com uma aparencia gelatinosa horrivel. Quando o governo tentou obriga-los a tirar dos seus anuncios, a publicidade que dizia que os hamburgers tinham carne de reses, eles argumentaram que em latim “RES” significa “COISA”, e portanto podiam dizer que era carne de res. Ainda que tal argumento seja facilmente rebativel e fraudulento, diz-se que devido ao seu grande poder economico, subornaram muitas pessoas, em diversos lugares, em altos cargos governamentais. Por isso, a McDonalds da-se ao luxo de anunciar que a composicao dos seus hamburgers e 100% carne de RES, ou seja carne de COISA, quer dizer, dessas coisas que sabem que crescem em pseudo estabulos e com procedimentos de duvidosa etica. (…)

Será?

Lendas Urbanas – A Loira do Banheiro

Lendas Urbanas – A Loira do Banheiro

Esta Lenda Urbana brasileira é velha conhecida e se difundiu muito nos anos 80. Época em que grande parte das lendas Urbanas ganharam força e se tornaram famosas.

A Lenda Urbana da Loira do Banheiro é a história de uma aluna adolescente de um colégio público costumava matar aulas no banheiro da escola. Sempre que podia ela fugia para o banheiro para fumar, dormir e sacanear as outras alunas que entravam no banheiro.

Esse costume cobrou seu preço em um dia que ela resolveu subir na privada. Escorregou, caiu, bateu a cabeça e acabou morrendo. Demorou algum tempo até que a encontrassem morta. Ela não aceitou sua morte e fez um pacto com o diabo. Queria que ele a mantivesse morando no banheiro para que pudesse se beneficiar dos vícios de outras alunas que matavam aula assim como ela, como uma espécie de vampirismo espiritual.

Como Chamar a Loira do Banheiro?

A parte final da lenda urbana da Loira do Banheiro diz que ao chegar em frente ao espelho do banheiro da escola, dizr “Loira Desce” por três vezes seguidas, a imagem demoníaca de uma loira aparece no espelho com olhos profundos, rosto desfigurado, crânio trincado e algodões nas narinas.

Sua aparição vem para levar os alunos para o inferno que vive dentro do espelho.

Secured By miniOrange