Artigos sobre:

Fatos

O Acidente de Tom Pryce

O Acidente de Tom Pryce

O Acidente Bizarro que Vitimou o Fiscal de Pista e o Piloto Tom Pryce.

No Grande Prêmio de Formula 1 no ano de 1976, na Africa do Sul, uma sucessão de erros encerrou a vida de duas pessoas, o Piloto Tom Pryce e um fiscal de pista que tentava socorrer Renzo Zorzi. Na volta 19, Renzo Zorzi teve problemas com seu carro e na reta da Colina, encostou ao lado esquerdo da pista, numa pequena área de escape. Antes mesmo que Zorzi saísse do bólido, as partes quentes do carro entram em contato com o combustível que vazava do carro, que começa a pegar fogo. Neste momento, dois fiscais de pista se dirigem para ajudar o piloto.

Enquanto Zorzi, ainda bastante assustado, observava o fiscal tentando controlar o incêndio em seu carro, o outro fiscal, Frederik Jansen van Vuuren, de 19 anos, atravessava a pista correndo. Ele carregava um extintor de incêndio de 18 kg, no momento que cruzava o asfalto, em um ponto cego para os pilotos. Quando se aproximava da área de escape, o fiscal é atingido pelo carro de Tom Pryce que seguia na reta, a plena velocidade.

O Fiscal foi arremessado para o alto e teve seu corpo dividido ao meio. O extintor de incêndio que o fiscal carregava foi lançado longe, não sem antes atingir o capacete do piloto Tom Pryce. Com a velocidade, o capacete não foi capaz de proteger a cabeça do piloto que ficou mortalmente ferida por conta do impacto do extintor contra o casco. Enquanto o extintor e as duas metades do fiscal de pista eram lançados longe, o carro de Tom Pryce seguia desgovernado com o piloto já morto.

Fonte Wikipedia.

As Irmãs Papin

As Irmãs Papin

A Morte Brutal e Repentina de um Ídolo da Juventude.

Christine e Léa Papin eram duas irmãs. Nascidas na França, viveram boa parte de suas vidas na região de Le Mans. A história de terror da vida das irmãs Papin começou bem antes de seus crimes, já que sua irmã mais velha, teria ido para um convento depois que o próprio pai a havia estuprado.

Esse acontecimento deixaria marcas profundas na personalidade das irmãs Christine e Léa, que conviveram com muitos outros tipos de abuso que culminou com o divórcio dos pais das meninas. Enviadas para um internato, Christine e Léa reforçaram seus laços e tornaram-se inseparáveis. Uma cumplicidade que se tornaria mortal em 1933.

As duas irmãs arrumaram um emprego na mansão de um Famoso Advogado chamado René Lancelin, casado e pai de duas meninas (uma delas não morava mais com os pais). Com o passar do tempo, a rotina exaustiva de trabalho e exigências dos patrões traria consequências. Apesar de pouco conviverem com outras pessoas, As irmãs Papin não apreciam criminosas ou pessoas com quem se devesse preocupar. Mas no dia 2 de fevereiro de 1933 a vida mudou!

O Crime das Irmãs Papin

O Advogado René Lancelin voltava para casa para encontrar sua esposa quando percebeu algo estranho. A configuração das lâmpadas acesas estava diferente do que ele esperava. Poucas luzes e muitas portas e janelas trancadas fizeram com que René desconfiasse de algo e chamasse a polícia.

Ao abrir a casa, a polícia revelou aos presentes uma das cenas mais aterrorizantes de crime já presenciadas. A Esposa e a filha de René foram assassinadas cruelmente, e o que mais assustava era a forma com que foram mortas. O corpos estavam caídos no chão com os olhos arrancadas, marcas de cortes e rostos esmagados brutalmente.

A polícia vasculhou a casa e encontra não só encontrou as Irmãs Papin, que logo confessaram a autoria das mortes, como também a faca, o martelo e a panela, usados como arma para os assassinatos brutais. As irmãs Papin foram então presas pelo assassinato, para o qual nunca demonstraram remorso. Porém, essa história de terror real, não termina por aqui!

A Condenação das Irmãs Papin

Separadas na prisão, as irmãs Papin começaram a dar mostras de seu temperamento e instabilidade emocional. Christine, por exemplo, tornou-se uma pessoa altamente imprevisível quando longe da irmã, a ponto de tentar arrancar os próprios olhos em um ataque de loucura. O que lhe rendeu uma camisa de força e um tratamento mais rígido.

Embora tivessem alegado estar sob ataque de insanidade no dia dos assassinatos. Em setembro de 1933, sob os olhares atentos de uma multidão, as irmãs Papin foram condenadas pelos assassinatos. Christine, considerada a mentora dos atos, foi condenada à morte, enquanto Léa foi considerada cúmplice dos assassinatos sob indução da personalidade dominadora da irmã. Assim terminou a curta e sangrenta história de mortes das Irmãs Papin.

O Desastre de Chernobyl

O Desastre de Chernobyl

O Maior e Mais Letal Acidente Nuclear da História da Humanidade.

Entre 25 e 26 de abril de 1986 a história da humanidade mudou. Uma explosão no reator 4 da usina de Chernobyl produziu o maior e mais letal desastre nuclear da história da humanidade.

A quantidade de radiação e elementos químicos liberados na atmosfera foi algo nunca visto antes, e provocou uma reação em cadeia que fez muitas vítimas. Além das pessoas que morreram em virtude da explosão, houve aquelas que faleceram em contato direto com a radiação, logo nos primeiros momentos.

O número oficial de vítimas causa muita controvérsia, porém muitas pessoas tiveram sequelas graves daquele acidente e seus descendentes também.

Vista aérea do reator que explodiu.
Vista aérea do reator que explodiu.

O acidente foi tão grave que, embora não tivesse sido comunicado pelos soviéticos logo nas primeiras horas, foi percebido pela comunidade internacional através das medições que detectaram uma nuvem radioativa misteriosa que se aproximava da Europa.

Tão logo a notícia do acidente ficou conhecida, diversas medidas foram exigidas para conter a radiação e também controlar as contaminações subsequentes.

Os Liquidadores de Chernobyl

Imagem de um integrante do grupo conhecido como: Os Liquidadores.
Imagem de um integrante do grupo conhecido como: Os Liquidadores.

Para tentar conter o desastre, que já era imenso, a União Soviética enviou bravos homens para a área do reator que nunca mais voltariam para casa. Esse grupo que esteve em contato direto com o combustível radioativo incandescente e trabalharam em cima do reator que liberava a nuvem radioativa, ficou conhecido como “Os Liquidadores”.

A radiação era tão forte, que os equipamentos eletrônicos e máquinas disponíveis não respondiam aos comandos remotos e acabavam despencando do teto do reator, ou eram tão pesados, que a estrutura fragilizada pela explosão não conseguia sustentá-los. Por isso, o grupo de liquidadores foi escalado.

Eles foram enviados para uma missão suicida, conter o vazamento de combustível e evitar que ele contaminasse o lençol freático. Esses homens trabalhavam diretamente com níveis radioativos imagináveis e pagaram um preço alto pela sua bravura.

Fotos: Internet

A Babá Serial Killer

A Babá Serial Killer

Conheça a História de Helen Moore, a Babá Serial Killer Australiana.

A Vida de agressões de Helen Moore teria começando ainda aos 13 anos de idade. Ao perder para o irmão em um jogo, teria avançado em direção a ele e agarrado seus cabelos com tanta força, que teria arrancado parte deles e ferido o couro cabeludo.

Esse episódio isolado teria se tornado apenas o início de uma mudança de comportamento, agravada por um caso de assédio, que a Serial Killer Australiana teria sofrido aos 17 anos de idade.

As Crianças não Estavam Seguras com Helen Moore

A partir daí, nenhuma criança, nem mesmo os irmãos estariam seguros na companhia da garota. Ainda em 1979, o meio-irmão de Helen foi encontrado morto no berço, com apenas 14 meses de vida.

Pouco tempo depois da morte da criança, Helen Moore consegue um emprego de Babá. Logo em seu primeiro trabalho, ela foi acusada de causar problemas à criança, o que não foi comprovado.

Na segunda casa em que trabalhou, 2 crianças foram internadas. Novamente Helen Moore foi acusada, porém a causa mortis foi dada como natural. Embora houvesse sinais de asfixia em uma das crianças que, embora tenha sobrevivido (sua irmã morreu), teve sequelas gravíssimas.

O Incêndio Misterioso na Casa de Helen Moore

Um misterioso incêndio na casa de Jesse (mãe de Helen) quase vitimou o padrasto de Helen. Um acidente com o irmão da Serial Killer, quando ele tropeçou em um objeto e quebrou o braço, também fez parte do mistério posterior ao incêndio. Por fim, quando Jesse voltou para casa com seu marido, encontrou o filho (meio-irmão de Helen Moore) morto.

Vítimas da Serial Killer Helen Patricia Moore:

  • Andrew Stuart Moore, 2 anos, assassinado, em Claymore (1 de março de 1979)
  • Suzanne Louise McIntosh, 16 meses de idade, assassinada, em Dharruk (19 de maio de 1979)
  • Vaughan Robert Nicholson – 12 meses de idade; sobreviveu, em Claymore (16 de janeiro de 1980)
  • Rachel Ann Hay, 2 anos, assassinada, em Claymore ( 23 de fevereiro de 1980)
  • Aaron William Crocker – 2 anos; sobreviveu, mas ficou cego e incapaz de andar, em Claymore (1 de fevereiro de 1980)
  • Peter John Moore, 7 anos, assassinado, em Claymore (31 de março de 1980)

Helen confessaria seus crimes e teria dado mais detalhes sobre asfixiar as crianças com as mãos ou com travesseiros. Ela foi condenada a duas prisões perpétuas mas foi solta em 1993, após cumprir 13 anos de prisão.

Fonte e Foto: www.dailymail.co.uk

Os Fantasmas de Hosenheim

Os Fantasmas de Hosenheim

O Fenômeno Poltergeist Real, que Aterrorizou a Alemanha do Fim dos Anos 60.

Nos fim dos anos 60, na cidade de Rosemheim, no Sul da Baviera (Alemanha), estranhos acontecimentos intrigaram os funcionários do escritório de Sigmund Adams, um próspero advogado.

Os relatos davam conta de fenômenos como: chiados durante as ligações e um aumento repentino e inexplicável na quantidade de ligações realizadas. A realização dos telefonemas fora negada pelos funcionários. Eles ainda atribuíram os chamados ao mesmo fenômeno que disparava máquinas copiadoras, balançava os lustres e estourava as lâmpadas.

Assustado com os acontecimentos, Sigmund Adams chama o parapsicólogo Hans Bender para investigar o fenômeno. Bender estuda em detalhes a história das luminárias, da máquina copiadora, das anomalias elétricas registradas pela Companhia Estatal e também do arquivo de mais de 100kg que se movia sozinho dentro do escritório.

O investigador, acaba por concluir que os acontecimentos eram fruto de um fenômeno Poltergeist, e estariam relacionados à funcionária Annemarie Schalbert. Segundo Bender, a infelicidade da moça teria gerado um fenômeno chamado psicocinese, que dá origem às movimentações de objetos, quebras de lustres, explosões de lâmpadas etc. O famoso Poltergeist!

Annemarie Schaberl foi demitida do escritório. Os fenômenos Poltergeist ainda a perseguiram por algum tempo.

Quando Annemarie foi demitida, os fenômenos no escritório findaram, segundo os relatos. Inclusive as anomalias na rede elétrica, os quadros que giravam nas paredes e as ligações inexplicáveis. Porém, durante algum tempo, Annemarie teria sido perseguida pelo fenômeno Poltergeist.

E Se For Verdade?

O Lobisomem de Southend

O Lobisomem de Southend

Bill Ramsey foi criado na cidade de Essex (Litoral Sul da Inglaterra). Logo em sua infância, foi surpreendido por estranhos acontecimentos. Bill era tomado por um sentimento de raiva e sentia seu corpo ganhar uma força inesperada.

Ainda criança, quando tinha os surtos de raiva, chegou a danificar árvores com as mãos e cercas de arames com os dentes, segundo os relatos do caso. Bill Ramsey, apesar de atormentado com esses acontecimentos, conseguiu crescer e formar uma família. Levando uma vida próxima do normal.

Durante sua vida adulta, Bill teve que conviver com pesadelos, mudanças de humor e ataques de raiva cada vez mais inexplicáveis. Segundo os relatos, Ramsey apresentava durante a mudança de comportamento, força fora do comum, as mãos em forma de garra, além de rosnar e mostrar os dentes como um animal furioso.

Quando os Warren cuidaram do caso, ouviram os relatos de pessoas que achavam que Ramsey era possuído por um demônio que se manifestava em formato de lobo. O casal então decide chamar Bill Ramsey para Connecticut, onde o Bispo Robert McKenna poderia realizar o exorcismo.

Confira no Vídeo Abaixo uma Entrevista de Bill Ramsey e do Casal Warren sobre o Caso do Lobisomem de Southend, Inglaterra.

E Se For Verdade?

O Exorcismo de Clara Germana

O Exorcismo de Clara Germana

Em 1906, numa escola Missionária na África do Sul, estudante de 16 anos Clara germana Cele confessa ao padre que fez um pacto com o demônio.

Os eventos que se seguiram fizeram dessa historia mais um fato real de horror. Clara passou a ter um comportamento estranho e bizarro muitas vezes. Conversava com seres invisíveis e oscilava entre comportamentos agressivos e sarcásticos.

Quando percebia que estava sendo possuída, chamava pelo padre. Mas logo começava a se mexer de forma esquisita e rosnar como um animal. Então gritava com a voz alterada palavras sobre traição e poder. Quando as irmãs da escola jogavam água-benta sua pele queimava.

Em momentos de possessão Clara Germana chegou a levitar sobre a cama. Um exorcismo foi autorizado. O procedimento final durou dois dias e o demônio foi expulso do corpo de Clara. A partir deste dia, nunca houve relatos de qualquer comportamento bizarro da garota.

E SE FOR VERDADE?

Histórias Reais: O Acidente de François Cevert

Histórias Reais: O Acidente de François Cevert

O Terrível Acidente que Vitimou o Promissor O Piloto de F1 François Cevert.

François Cevert era um piloto francês muito talentoso, companheiro de equipe do tricampeão mundial Jackie Stewart.

Na luta pela pole-position do grande prêmio de Watkins Glen, o Tyrrel de Cevert escorregou numa sequência de “Esses” de alta velocidade. O Carro Bateu num guardrail à direita e foi lançado contra o guardrail à esquerda. Quando bateu na proteção o carro virou com as rodas para cima e deslizou sobre a proteção de metal cortando o corpo do piloto ao meio.

O Tricampeão Jackie Stewart, ao passar pelo local, disse: “Cevert estava tão visivelmente morto, que os socorristas não tinham o que fazer.” A morte de François Cevert em 1973, foi considerada por muitos pilotos como um dos acidentes mais brutais da história da F1.

Leia Aqui a História de que uma Cigana Havia Previsto a Morte de François Cevert.

O Assassinato de Aracelli

O Assassinato de Aracelli

Este crime horroroso aconteceu no fim dos anos 70. Uma garota chamada Aracelli foi sequestrada quando voltava da escola e colocada em um porão, onde permaneceu por alguns dias.

A menina de apenas 9 anos de idade foi mantida em cativeiro por alguns dias e foi sedada com drogas. Ao mesmo tempo, era violentada pelos sequestradores. A enorme quantidade de droga que foi injetada na menina, aliada a tamanha violência, fez com que a menina entrasse em coma e morresse.

Para dar fim ao corpo os assassinos tentaram desfigurar a menina com ácido e jogar seu corpo num matagal para dificultar a localização e impossibilitar a identificação.

Acidente da Challenger

Acidente da Challenger

Após 9 missões realizadas com absoluto sucesso, o ônibus espacial Challenger decolaria outra vez. O Que parecia ser mais uma bem sucedida viagem tornou-se uma tragédia. 73 segundos após o lançamento, o ônibus espacial Challenger explodiu. Os espectadores, telespectadores, a imprensa, convidados e a Nasa assistiram a morte instantânea de todos os sete tripulantes.

Veja o vídeo:

Prypriat: A Cidade Fantasma

Prypriat: A Cidade Fantasma

A Cidade de Prypriat, na Ucrânia, foi palco do maior e mais letal acidente nuclear da história da humanidade. No ano de 1986, início da decadência do regime soviético, uma explosão em um dos reatores da usina de Chernobyl selou o destino de milhares de pessoas.

Embora não houvesse uma operação para evacuação da área, à medida que o tempo passava, as pessoas que viviam na cidade e os trabalhadores da usina passaram a desconfiar que algo estava errado.

Depois de algumas horas do acidente, quando a nuvem radioativa começava a causar seus primeiros estragos nas pessoas, a cidade de Prypriat, construída para abrigar a usina de Chernobyl, começou a ser evacuada.

Fotos de Prypriat, a Cidade Abandonada

Cidade Fantasma de Prypriat. Foto: Alamy
Cidade Fantasma de Prypriat. Foto: Alamy
Cidade Fantasma de Prypriat. Foto: Alamy
Cidade Fantasma de Prypriat. Foto: Alamy
Cidade Fantasma de Prypriat. Foto: Alamy
Cidade Fantasma de Prypriat. Foto: Alamy

Os níveis altíssimos de radiação impediram, durante muitos anos qualquer tipo de retomada das instalações da cidade. Tudo foi deixado como antes do acidente, nada pode ser levado ou mexido, simplesmente as pessoas saíram e a cidade ficou abandonada durante muitos anos.

Hoje em dia há roteiros turísticos que levam as pessoas para conhecer a cidade fantasma, mas elas podem ficar um tempo curto, devido à radiação constante na área.

A Peste Negra

A Peste Negra

No século XIV uma contaminação quase dizimou a população europeia. Uma grande infestação de ratos infectados com a doença foi a condição ideal para a proliferação da peste. As pulgas picavam os ratos e, através de seu sange, passavam a carregar a doença transmitindo-a aos seres humanos.

A Falta de higiene foi uma das causas de tão rápida infestação de ratos e transmissão da doença. A morte rápida e sofrida, aliada ao sintoma onde as pessoas ficavam com a pele escura, fez com que a doença fosse conhecida como Peste Negra.

A Peste Negra produzia pilhas de corpos diariamente levados aos cemitérios. O número de vítimas foi tamanho que houve uma mudança radical na vida das pessoas da época. As condições de higiene foram radicalmente modificadas. Os 14 milhões de mortos pela Doença correspondiam a ⅓ da população européia.

Tragédia em Família, Ernest Hemingway

Tragédia em Família, Ernest Hemingway

O talentoso Ernest Hemingway é um dos maiores escritores americanos. Mundialmente conhecido, escreveu diversos livros famosos como:

  • O Velho e o Mar (1952);
  • As Verdes Colinas da África (1935);
  • Morte à Tarde (1936);
  • As torrentes da Primavera (1926);
  • O Grande Rio de Dois Corações (1925)

Conheça mais alguns livros famosos de Ernest Hemingway aqui.

O Sucesso na literatura dividiu espaço com diversas tragédias em família. O Pai de Ernest Hemingway se matou com um tiro em 1929. Ernest Hemingway se matou em 1961, copiando o destino do pai. O suicídio e a tragédia estavam presentes em sua obra e sua vida.

Sua irmã morreu em 1966 e seu irmão em 1982. Para completar a trágica história de sua vida, a Neta de Ernest Hemingway suicidou-se em 1996 com uma overdose de barbitúricos.

Os Experimentos Macabros do Dr. Mengele

Os Experimentos Macabros do Dr. Mengele

Um dos personagens mais bizarros do nazismo foi o médico Joseph Mengele. Seu entusiasmo por pesquisas, metodologia e apresentação de resultados lhe renderam uma vaga em Auschwitz.

O campo de concentração era o local perfeito para suas pesquisas. O grande número de prisioneiros no campo eram uma fonte de matéria-prima infinita. Sua dedicação e falta de escrúpulos produziram a combinação perfeita para uma matança desenfreada.

Mengele fazia todo o tipo de experimentos com os prisioneiros. Suas pesquisas iam desde a genética até a cura de doenças. Costumava desenvolver e testar armas químicas em suas vítimas. Depois, de forma metódica, dissecava seus cadáveres para analisar os resultados.

Injetava corante em prisioneiros ainda vivos entre outras atrocidades para observação dos sintomas. Tinha dedicação especial aos gêmeos que chegavam ao campo. Escolhendo sempre os idênticos para seu laboratório, seus experimentos eram variados. Mas sempre utilizava um dos gêmeos para aplicar alguma substância ou produzir gangrena nos membros. Quando o doente morria, ele assassinava o gêmeo que sobrava e dissecava seus corpos fazendo suas anotações e comparações.

Quando havia um surto de alguma doença no campo de concentração, Mengele exterminava os doentes bloco por bloco na câmara de gás. Realizava a limpeza do galpão e liberava para a chegada de novos prisioneiros.

O Incêncio do Edifício Joelma

O Incêncio do Edifício Joelma

O Incêndio do Edifício Joelma em 1974, foi uma das maiores tragédias do Brasil. No acidente 245 pessoas ficaram feridas e mais de 180 perderam a vida.

O Edifício Joelma era um dos mais modernos prédios de São Paulo em sua inauguração. Porém, um curto-circuito no sistema de ar-condicionado, provocou o incêndio que faria vítimas e personagens da Maldição do Edifício Joelma.

O cenário de horror que se desenhou com o incêndio assusta as pessoas até hoje. Além das pessoas que morreram asfixiadas, há também as que morreram carbonizadas. Inclusive 13 vítimas que morreram carbonizadas no fosso do elevador e nunca foram identificadas.

O cenário aterrorizante ficou mais dramático quando o desespero das pessoas presas no prédio atingiu seu auge.

Enquanto as equipes de TV faziam a cobertura do incêndio, as pessoas se jogavam dos andares mais altos pra fugir do fogo. Uma fuga do calor e da fumaça num salto desesperado para a morte.

A Sombra e a Escuridão

A Sombra e a Escuridão

Em 1898, durante a construção da Ferrovia Quênia-Uganda, houve problemas na construção da ponte sobre o rio Tsavo, no Quênia. O misterioso desaparecimento dos trabalhadores, além do prejuízo financeiro pelo atraso, desafiava a viabilidade da obra.

Durante 9 meses da construção da ponte, John Henry Patterson — engenheiro responsável pela obra — teve que conviver com dois leões. Os felinos matavam e devoravam os trabalhadores.

Embora o acampamento fosse, a cada dia, mais protegido por cercas e barreiras, nada impedia a entrada dos leões que ficaram cada vez mais sanguinários e assustadores. A situação fugiu do controle quando os leões fizeram com que os trabalhadores fugissem do rio. Interrompendo a obra.

Patterson, por sua vez, estava decidido a interromper a carnificina e armou emboscadas até conseguir atirar em um dos leões. Este mesmo felino voltou durante a noite e foi alvejado mais uma vez pelo engenheiro até que foi encontrado morto no dia seguinte.

O segundo leão passou a vitimar as pessoas sozinhos até ser atingido por Patterson que passou a perseguir o felino até conseguir abatê-lo. Contabilizando 11 tiros no total para matar definitivamente o segundo leão. Segundo Patterson, os Devoradores de Homens teriam feito em torno de 135 vítimas.

Patterson ao Lado de um dos Leões Mortos no Rio Tsavo (A Sombra e a Escuridão)

Os seres humanos não faziam parte da dieta dos felinos. Por isso, os Locais, atribuíram um caráter sobrenatural ao comportamento dos leões de quase 3 metros de comprimento. Além de matarem e devorarem suas vítimas, os leões, metodicamente, deixavam a cabeça das vítimas intactas.

A história ficou tão famosa que em 1996 virou filme: A Sombra e a Escuridão, com Michael Douglas e Val Kilmer.O Filme foi baseado no Livro escrito por John Henry Patterson: The Man-Eaters of Tsavo.