Conheça os detalhes do Caso Dyatlov Pass, o Misterioso caso dos Montanhistas que Morreram de Forma Inexplicável numa Expedição.

Talvez você já tenha ouvido falar no Caso Dyatlov Pass, uma das histórias mais controversas do Século XX e da União Soviética no pós Segunda Guerra Mundial. Este caso, até hoje (2019) permanece envolto em mais mistérios que soluções. 60 anos depois, todos os garotos daquela expedição estão mortos, boa parte dos investigadores estão mortos e muitas dúvidas ainda não foram sanadas. Muitas teorias foram criadas para explicar o fato, mas existem 6 teorias arrepiantes que tentam responder: O Que realmente aconteceu?

O Que Aconteceu no caso Dyatlov Pass?

No dia 25 de janeiro de 1959, 10 jovens amigos (em torno de 23 anos), experientes montanhistas, partiram para uma viagem de 14 dias para explorar os Montes Urais. Muito felizes e animados com os frutos que a viagem poderia proporcionar, partiram para uma expedição gelada numa imensidão extremamente perigosa. Em busca de glória enfrentaram com coragem e destreza o desafio, em meio a uma realidade dura que era a União Soviética do Pós Segunda Guerra.

Igor Dyatlov era o líder da expedição e uma das Vítimas de Dyatlov Pass. Ele comandou o grupo e registrou o dia a dia em um diário que foi encontrado durante o resgate. Povoado Mansi era uma das referências da expedição. A previsão de chegada ao cume era no dia 07 de fevereiro, já no segundo dia de viagem eles chegaram ao povoado Mansi.

Enfrentaram alguma tensão com os Mansi ao adentrar seu território. E foram alertados que estavam em sério perigo pois encaminhavam-se para dois lugares descritos na linguagem Mansi como: “Montanha da Morte” e “Não Vá Lá”. Segundo as lendas locais, estes montanhas são habitadas por uma entidade demoníaca chamada Alma, que mata as pessoas que se Aproximam de seu território e agridem a natureza.

Porém, os estudantes ignoram os avisos e continuam a viagem.

Yuri Iudin, um dos aventureiros sente-se mal na aldeia e acaba abandonando a expedição. Isso faz com que o grupo dos nove prosseguisse rumo ao seu trágico destino. Yuri acabou morrendo em 2007 e ficou conhecido como o único sobrevivente do misterioso caso Dyatlov Pass, embora ele nunca tenha falado abertamente no caso (exceto em um único e raro depoimento).

No dia 1 de fevereiro de 1959, os jovens acampavam no local conhecido como “Não Vá Lá”. Este dia entraria para sempre na história como o dia em que nove jovens foram mortos misteriosamente nos Montes Urais, dando origem às diversas teorias a respeito dos acontecimentos do caso Dyatlov Pass. Pelas próximas semanas, sob forte ventania e no frio congelante da Rússia, 9 corpos inexplicavelmente mortos, repousavam sobre e sob a neve, no silêncio sepulcral daquela paisagem inóspita.

 

O Resgate de Dyatlov Pass

No dia 21 de fevereiro de 1959, sob forte comoção da comunidade e dos familiares das vítimas, as buscas pelos, então desaparecidos, se iniciou.

No dia 25 de fevereiro de 1959 o acampamento Dyatlov Pass foi encontrado. O cenário era terrível visto do avião, mas nada tão assustador quanto o que foi visto pelas equipes em terra que registram esta foto abaixo, ao chegar ao local do massacre.

Esquipes de Resgate Chegam aos Montes Urais

Esquipes de Resgate Chegam aos Montes Urais

 

Esquipes de Resgate Chegam aos Montes Urais

Esquipes de Resgate Chegam aos Montes Urais

 

O resgate contavam com a experiência e conhecimento dos membros da expedição, porém, ao olharem as barracas, encontram as roupas todas dentro das barracas. isso intrigou a equipe que em busca de novas pistas acaba por identificar pegadas que indicam a saída dos membros da expedição da barraca em direção ‘a floresta. Alguns metros à frente o resgate encontra os restos de uma fogueira que indica que os jovens de Dyatlov Pass correram das barracas e se instalaram em outro local por algum motivo ainda desconhecido. Os vestígios dessa fogueira foram registrados nesta foto a seguir.

Vestígios do Que poderia Ser uma Fogueira Distante da Barraca

Vestígios do Que poderia Ser uma Fogueira Distante da Barraca

 

Os dois Primeiros Corpos de Dyatlov Pass foram encontrados.

A alguns metros da fogueira os socorristas encontram o corpo de Krivonischenko e Doroshenko misturados à neve, vestindo apenas as roupas de baixo e sem as roupas para enfrentar as geladas temperaturas da região. Ao analisarem meticulosamente a cena, os resgatistas descobrem algo ainda mais macabro, em uma árvores com vestígios de arranhões no caule com vestígios de sangue e carne humana. Isso leva à crença de que os dois exploradores tentaram escalar a árvore para fugir de algo. Porém, com as mãos congeladas e os dedos colados pelo frio, não conseguiram realizar a escalada.

Foto dos Corpos de YURI DOROSHENKO e YURI KRIVONISCHENKO

Foto dos Corpos de YURI DOROSHENKO e YURI KRIVONISCHENKO

 

Mais três Corpos de Dyatlov Pass são encontrados.

A alguns metros destes dois primeiros corpos, foi encontrado Igor Dyatlov, apontado como líder da equipe. Igor estava preso à neve com as mãos em posição de defesa no peito, conforme a foto a seguir mostra.

Foto do Corpo de Igor Dyatlov

Foto do Corpo de Igor Dyatlov

 

Próximo ao corpo de Igor, o cadáver de Rustem Vladimirovich Slobodin foi encontrado com uma grave fratura na cabeça, indicativo de ter levado uma pancada fatal na cabeça. Já mais próximos da barraca, os socorristas conseguem encontrar o corpo de Zinaida Alekseevna Kolmogorova.

A equipe de resgate interrompe as buscas pelos outros estudantes e decide esperar o degelo da neve. Então volta-se para examinar as pistas e local para tentar entender o que matou os estudantes da expedição Dyatlov Pass.

40 dias depois de encontrados os primeiros corpos, os últimos 4 estudantes são encontrados. Seus corpos apresentavam um estado bastante avançado de decomposição e bastante danificados pela ação do vento e também pelas lesões fatais do dia em que suas vidas foram ceifadas. Lyudmila Alexandrovna Dubinina, uma das mulheres da expedição foi encontrada sem os olhos e também sem a língua. Os corpos dos outros 3 estavam também com diversas fraturas e com sinais de morte violenta.

Corpos Encontrados Depois do Degelo da Neve

Corpos Encontrados Depois do Degelo da Neve

 

Evidências do Mistério Dyatlov Pass na Barraca

Um dos resgatistas, em depoimento e em relatório, confirmou que uma das coisas a chamar a atenção da equipe foi uma sequência de cortes na lona da barraca. Pelos estudos realizados chegou-se à conclusão que eram cortes feitos de dentro para fora, ous eja os próprios ocupantes da barraca teriam cortado a ,ona na tentativa de abri-la rapidamente.

Imagem da Barraca Cortada

Imagem da Barraca Cortada

 

Detalhes dos Cortes na barraca

Detalhes dos Cortes na barraca

 

Detalhes dos Cortes na barraca

Detalhes dos Cortes na barraca

 

Detalhes dos Cortes na barraca

Detalhes dos Cortes na barraca

 

A Reconstrução Oficial da Cena de Dyatlov Pass

Baseados nos relatos deixados no diário da viagem, nas fotos tiradas pelos estudante se nas evidências encontradas pelos resgatistas, uma versão dos fatos foi construída e relatada oficialmente como a reconstrução da cena.

Segundo a versão oficial, os jovens teriam montado acampamento para passar a noite e se esconder do frio, porém algo os deixou extremamente assustados. Eles então rasgam a barraca para tentar ver o que estava acontecendo fora, isso os teria deixado ainda mais aterrorizados fazendo com que cortassem ainda mais a barraca para fugir.

A fuga fica evidente pelas roupas e objetos deixados dentro da barraca, em meio a um clima muito hostil, e também pelas pegadas deixadas ao longo do caminho. Ao fugir, o grupo correu por mais ou menos 1km em direção à floresta, reunindo-se à beira de uma árvore (onde os resgatistas encontraram os dois primeiros corpos).

O medo e o frio misturavam-se formando uma cena aterrorizante que provocou, segundo os especialistas, uma divisão severa no grupo que, agora, tentava voltar à barraca. À beira da árvore eles tentaram acender uma fogueira enquanto alguns tentavam escalar as árvores.

Na divisão do grupo, eles partiram em diversas direções porém ninguém chegou à barraca. Eles foram morrendo pelo caminho, provavelmente de frio. Porém 4 deles escavaram um esconderijo na neve na tentativa de se proteger do frio. Provavelmente houve um desmoronamento do barranco que escavaram que os prendeu na neve. Isso fez com que os resgatistas tivessem que esperar o degelo para recuperar os corpos.

Um legista analisou também o trato intestinal dos jovens e assegurou que as lesões por eles sofridas eram semelhantes a lesões ocorridas em acidentes automobilísticos, devido à força necessária para causá-las e também ao fato de serem lesões internas.

 

A Conclusão Oficial do caso Dyatlov Pass

As autoridade russas apresentaram rapidamente uma versão sobre o motivo das mortes dos estudantes. Foi concluído que eles morreram de hipotermia devido ao frio que fazia no local e ao fato de terem sido encontrados sem as roupas adequadas para enfrentar temperaturas tão baixas.

Essa conclusão levantou uma série de questões sobre o estados dos corpos das Vítimas de Dyatlov Pass (havia uma garota sem olhos e sem língua), os motivos que levaram os garotos a abandonar a cortar a barraca, motivo de terem abandonado seus pertences e suas roupas sendo que eram extremamente experientes e gozavam de boa forma física, além de uma série de coisas estranhas em fotos que foram encontradas.

 

04 Teorias Estranhas Sobre o Caso Dyatlov Pass

 

Dyatlov Pass – Teoria dos Espíritos da Floresta

Uma das teorias estranhas foi levantada pelo povo Mansi, que habita a região. Segundo as lendas, um espírito poderoso, conhecido como Alma, é o guardião da floresta e protege toda a natureza da região de predadores.

Os Mansi, quando caminham pela floresta costumam mapear o caminho deixando marcas nas árvores. O Líder da expedição Dyatlov Pass resolve então deixar suas próprias marcas nas árvore, o que teria aborrecido o espírito da floresta que dizimou o grupo para proteger seu lar.

 

Dyatlov Pass – Teoria do Ovnis e Extraterrestres

Com base numa foto tirada pelos jovens, que mostra uma luz forte ao fundo da foto, levantou a suspeita de que algum evento extraterrestre como a aparição de um disco voador pode ter desencadeado os acontecimentos macabros descritos no mistério de Dyatlov Pass.

Foto tirada no laboratório antes de retirar o filme da câmera, porém, alguns dizem que seria de um OVNI.

Foto tirada no laboratório antes de retirar o filme da câmera, porém, alguns dizem que seria de um OVNI.

 

Dois investigadores do caso levantaram a hipótese dos eventos OVNIS com base também em depoimentos de moradores da região que diziam ter visto luzes fortes e estranhas no céu exatamente no dia da morte dos estudantes.

Esta teoria foi descartada pelo Governo Russo junto com o sumiço de evidências sobre o motivo de os corpos terem a pele em tom alaranjado (supostamente pela radiação de uma nave extraterrestre) além de algumas peças de roupas apresentarem níveis de radiação fora do comum.

O sumiço das evidências estava ligado à presença do exército russo no local das mortes antes mesmo dos resgatistas. isso foi denunciado por um dos investigadores que acabou sendo isolado por seu companheiro, que acabou por corroborar a explicação oficial da hipotermia.

 

Dyatlov Pass – Teoria dos Segredos Militares

Próximo ao local das mortes havia uma base militar russa. Os jovens podem ter visto algo ou presenciado algum evento secreto militar. Isso pode ter motivado uma caçada aos garotos por parte de alguma patrulha militar que pode ter desencadeado os eventos e mortes.

O Sobrevivente Yuri Yefimovich Yudin, ao analisar algumas fotos, identificou objetos estranhos na cena das mortes e logo os identificou: eram objetos pertencentes a soldados russos e que somente os militares poderiam possuir, por se tratar de equipamento de campo. Isso sustentaria a hiopótese de que o exército teria estado lá antes do grupo de resgate.

 

Dyatlov Pass – Teoria do Yeti

O Yeti é a versão russa do Abominável Homem das Neves. Essa teoria dá conta de que os estudantes foram mortos por esta criatura assustadora. Essa teoria ficou bastante em evidência e plausível quando uma equipe de investigação russa remontou a história, teve acesso aos documentos e foi a campo em busca de evidências que comprovassem especificamente a teoria do Yeti.

Em entrevista com os dois primeiros resgatistas, foi confirmado que eles omitiram informações no relatório inicial. Pegadas gigantes foram encontradas em meio às pegadas dos estudantes, isso seria uma evidência de que haviam mais que estudantes naquela noite.

Em conversa com pessoas na aldeia Mansi, encontraram uma moradora que vivia lá na época do massacre de Dyatlov Pass. Essa moradora apontou como causador das mortes uma criatura chamada Menk. Um animal que se alimenta de carne e tecidos moles dos corpos das vítimas. Essa criatura, de quase 3 metros de altura e corpo peludo, seria a responsável pelas mortes horrorosas do caso Dyatlov Pass.

Nos documentos da investigação original, um pedaço de papel foi encontrado. Estava dentro da barraca e foi escrito por um dos montanhistas e dizia: “Agora Sabemos que o Yeti Existe”. Além disso a foto abaixo também foi encontrada nos documentos originais. É uma das últimas tiradas pelos exploradores.

De acordo com o Discovery Channel, esta é uma foto do Yeti, ou Menk como Mansi chama

De acordo com o Discovery Channel, esta é uma foto do Yeti, ou Menk como Mansi chama

A Fundação Dyatlov Pass

Para preservar a memória dos estudantes foi criada a Fundação Dyatlov Pass, onde os documentos, fotos, relatórios e objetos relacionados ao caso estão guardados. Yuri Yefimovich Yudin, o sobrevivente do mistério de Dyatlov Pass, porém, acredita que a verdade não foi revelada e que o Governo, à época, escondeu o real motivo das mortes misteriosas na montanha.

Fotos do Caso Dyatlov Pass

O Caso de Dyatlov Pass está cercado de muitos mistérios, porém as diversas teorias que foram criadas tentaram dar uma explicação para as mortes misteriosas. Clique e Veja mais Fotos do Caso Dyatlov Pass ou Veja mais sobre as Vítimas e Seus Corpos.

 

Documentário sobre Dyatlov Pass

Um documentário exibido pelo Discovery Channel entitulado “Morte na Neve”, retrata o caso Dyatlov Pass de forma bastante impressionante, com reconstituição de fatos e imagens. Um documentário completo para você~e se aprofundar no assunto e descobrir muito mais sobre este misterioso caso. Assista aqui o documentário.

Cada uma destas teorias estranhas pode realmente ter acontecido? A mais plausível e cheia de evidências é a do Yeti, segundo o Discovery Channel alega? Pode realmente existir um pé grande que matou os montanhistas no caso Dyatlov Pass? E Se for verdade?