No século XV um famoso Mestre relojoeiro criou um relógio astronômico, O Mundialmente Famoso: Orloj o Relógio Astronômico de Praga. Uma obra de arte que representava a Posição do Sol, Lua e Terra no céu, respeitando fielmente a proporção de seus movimento no sistema solar.

Além disso, há, a cada badalada de hora, a figura dos 12 apóstolos de Cristo realizando sua caminhada, fato que pode ser observado por 2 janelas acima do relógio. Existem outras esculturas na parte de fora que representam diferentes figuras. Aspectos e crenças do povo daquela região, no período de construção do Relógio de Praga. Existe também, a escultura mais intrigante de todas, uma Caveira. Ela entra em ação a cada hora do dia, já que é a responsável por tocar o sino. A cada badalada da hora a caveira puxa uma corda para a anunciar a nova que chega.

Tamanha precisão e beleza desta obra de arte despertou, em sua época, grande interesse de diversas nações que desejaram ter uma destas obras em suas capitais.

O Relógio de Praga ganhou fama porém nunca foi construído em outros lugares. Surgiu então a lenda que seu construtor teria sido vítima dos Conselheiros da região onde hoje é a República Checa. Eles o teriam cegado para que não conseguisse reproduzir esta obra de arte em outros lugares e os segredos do relógio permanecessem exclusivos da praça antiga de Praga.

O RELÓGIO DE PRAGA FOI UMA OBRA DE ARTE COBIÇADA. SEU CRIADOR, VÍTIMA DA PRÓPRIA GENIALIDADE.

Relógio de Praga, Detalhe da Estátua de Caveira, a Estátua que Toca o Sino.

Relógio de Praga, Detalhe da Estátua de Caveira, a Estátua que Toca o Sino.

Relógio de Praga, Detalhe das Estátuas de Anjos

Relógio de Praga, Detalhe das Estátuas de Anjos.

Relógio de Praga, Detalhe das Janelas onde se vê a caminhada dos Apóstolos

Relógio de Praga, Detalhe das Janelas onde se vê a caminhada dos Apóstolos.

Relógio de Praga, Detalhe das Estátuas

Relógio de Praga, Detalhe das Estátuas.

Porém o constutor do Relógio de Praga, O Mestre Relojoeiro Hanuš teria sido levado por um de seus ajudantes até a engrenagem do relógio. Ele teria Parado a máquina do relógio se jogando em suas engrenagens impossibilitando seu funcionamento.

Antes de se matar nas engrenagens do Relógio de Praga, Hanuš teria lançado uma maldição: Aquele relógio jamais poderia ser consertado e, a cada avaria que sofresse, a Cidade de Praga sofreria como as peças danificadas daquele relógio.

Durante mais de 100 anos o Relógio de Praga permaneceu inutilizado até ser restaurado pela primeira vez. Ele foi modernizado e houve mudança na medição do tempo. Porém, nunca mais seria o mesmo.