A Caneta Bic é uma objetos mais populares que conhecemos. Está presente em todos os lugares. Já foi, é e será muito utilizada pelas pessoas enquanto houver papéis para assinar, provas a se fazer, anotações, listas de compras, rascunhos de textos, acordos secretos e bilhetes confidenciais.

Baseado nestes argumentos, surgiu a Lenda Urbana da Caneta BIC. Segundo esta lenda urbana, a Caneta Bic seria uma Sonda alienígena com o propósito de bisbilhotar os seres humanos. Diversas teorias da conspiração afirmam que a caneta foi um produto criado para ser essencial, de baixo custo, que pudesse ser disseminado com facilidade.

Deveria ser, segundo essas mesmas teorias da conspiração, um objeto acima de qualquer suspeita. Portanto, uma caneta seria ideal, pois estaria presente em momentos decisivos da vida dos seres humanos comuns. Desta forma, seria possível verificar o que acontecia na Terra, longe dos governos e das patrulhas, sem contraespionagem.

A Sonda da Caneta Bic seria capaz de identificar e catalogar as pessoas pelo que escreviam e pelos acordos que assinavam, separando-as em níveis intelectuais e de periculosidade diferentes, tudo para garantir a segurança numa possível viagem alienígena à terra. Porém o mais chocante é a evidência que as teorias da conspiração da Caneta Bic apontam: os dois furinhos na lateral da caneta.

Fora das teorias da conspiração, esses dois furinhos já foram identificados como item de segurança da caneta e a Sonda Alienígena não passa de lenda urbana.