High Frequency Active Auroral Research Program (HAARP), é o nome em inglês de um dos experimentos secretos do exército Americano. Originalmente, o projeto foi desenvolvido para estudar a atmosfera, mais particularmente a Inosfera, com o objetivo de melhorar as radiocomunicações e alavancar a tecnologia de GPS e comunicação via Satélite.

A Ionosfera é composta de íons e é onde as ondas de rádio são refletidas. É de fundamental importância para a comunicação e transmissão de mensagens, portanto, seu controle é estratégico.

As principais características do projeto e a área de seu estudo, fez com que as mais diversas teorias sobre seu real funcionamento surgissem. Alguns dizem que através do HAARP seria possível gerar ondas de rádio de baixa frequência e luzes  não vistas pelo olho humano, que fossem capazes de alterar o próprio funcionamento do cérebro, pois ele responde a estímulos sonoros e visuais, mesmo aqueles “invisíveis” e “inaudíveis”.

Além disso, teria sido usado contra terroristas e outras ameaças, pois seria capaz de impossibilitar a navegação de aeronaves amigas e inimigas, além de emitir ondas que desestabilizavam as estruturas químicas dos materiais, que poderiam criar fadiga de material instantânea.

Mas a principal corrente diz que era uma arma capaz de manipular o clima. O HAARP seria capaz de gerar furacões, secas, chuvas, tempestades, tornados etc. Qual seria o objetivo disso? Prejuízo Financeiro. Muitos acontecimentos estranhos como mudanças repentinas de clima e catástrofes naturais foram atribuídas ao HAARP. Terremotos ou tempestades que afetaram a colheita e destruíram obras de infraestrutura vitais, estão entre os exemplos de eventos atribuídos ao funcionamento do HAARP. Outros afirmam que o projeto seria uma resposta dos Estados Unidos à Russia, equiparando-se em tecnologia numa hipotética Guerra Geofísica.

Segundo as teorias, o HAARP teria o poder de aquecer a ionosfera gerando um padrão diferente de acontecimentos, podendo, desta forma, interferir no controle de placas tectônicas, temperatura e pressão atmosféricas. Porém com um ingrediente a mais, a arma seria capaz de afetar pontos específicos do planeta gerando um efeito desejado pelos militares em termos de local, intensidade e tipo de catástrofe. E Se for Verdade?